quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Consciência tranqüila

Quem tem a consciência tranqüila aqui levante a mão.

Eu tenho a consciência tranqüila. Muito tranqüila. Mesmo que eu seja julgado como um idiota iludido. Mesmo que eu esteja passando por uma fase em que meu contato com o hemisfério idiota do mundo é mais que o normal e/ou necessário. Mesmo que as pessoas não entendam. Mesmo que alguns pensem que isso não é verdade, é apenas imaturidade. Mesmo que esse mundo acabe com todos nós, já que é praticamente isso que está acontecendo. Mesmo que eu não tenha palavra para escolha. Mesmo que o erro seja meu. Mesmo que haja algum tipo de responsabilidade.

Mas a minha pergunta é: será que eu sou o único?

Porque geralmente os adolescentes são drogados, depressivos, provocam acidentes de carro ou são tão religiosos e felizes que assustam os mais centrados como eu. Então será que pessoas calmas como eu não são padrão? E o padrão é ser adolescente destrutivo ou drogado ou micareteiro?

G-Zuz, como arranjo dilemas. Tsc.

2 comentários:

Bruna disse...

Te garanto que você não é o único man. Mesmo.

Isabela disse...

Eu não tenho a consciência tranquila, e nem é pelo caráter destrutivo, é porque sempre tem algo pra se fazer mesmo.

Bru, você é mega destrutiva ¬¬'


Caio, você é estranho :B Você não é normal não. Você é o Visconde de Sabugosa, nasceu adulto, mora numa biblioteca. E odeia Emílias que vivem de erro e acerto conforme a experiência.

:B - Aqueles.